Quem somos

quem somos – somos um grupo de pessoas da sociedade civil, composto por jornalistas, cientista políticos, analistas políticos e profissionais de várias áreas do conhecimento humano.

Nosso principal objetivo, dada a alarmante imparcialidade dos grandes meios de comunicação, é oferecer ao leitor uma visão diferenciada do chamado PIG – Partido da Imprensa Golpista.

Termo esse inaugurado pelo jornalista e apresentador de TV, Paulo Henrique Amorim, que tem larga passagem pela Globo, e demais emissoras de TV, rádio e jornais escritos.

Ficam mais que evidentes, a cada dia que passa, as intervenções da chamada imprensa comercial, não como veículo investigativo e informativo, mas como grande panfleto do sistema neoliberal, que ora assistimos dia a dia em seus noticiários.

Os jornalões, como são chamados os jornais mais conhecidos do país, apesar de perder paulatinamente seu espaço nas bancas, oferecem-se agora na forma digital, sendo mais um “apenso” ao pensamento único pré-concebido pela elite desse país.

Tanto as TVs, quanto os jornalões, estão nas mãos de famílias tradicionais, abastadíssimas, e que pouco ou nenhum interesse tem pelos brasileiros, daí sua defesa ferrenha ao capitalismo selvagem, que destrói vidas, enquanto os bilionários mais acumulam riquezas.

Incentivam a venda dos bens de nosso país, pois a esses barões da mídia, lhes interessa apenas amealhar mais recursos para suas já tão abastadas proles.

Enlameiam nomes, julgando-os culpados mesmo antes de qualquer sentença do Judiciário, ao qual, diga-se de passagem, influenciam diuturnamente com suas manchetonas ameaçadoras.

Escolhem seus inimigos, e para isso não medem esforços, nem escrúpulos – coisa que já não possuem -, para açoitá-los dia e noite, em nome da corrupção, enquanto esses mesmos barões da mídia, devem milhões e milhões aos cofres públicos.

Elegem e derrubam governos, ao seu bel prazer, porque não há nenhuma regulamentação dos meios que os restrinja e iniba com pesadas multas, afora outras providências jurídicas, aí, cabíveis.

É contra essa força que nós, editores e colaboradores do NewsGlobal (alguma semelhança com o nome não terá sido mera coincidência), estamos construindo esse espaço democrático para quem quer ver o outro lado da notícia.

Esperamos que você, leitor, goste, e indique aos amigos e amigas, ao seu círculo de influência, para que assim possamos fazer jus ao nosso slogam – Antídoto ao PIG.

Aceitamos colaborações de pessoas com senso democrático e de esquerda, basta enviar seu material através do menu (Envie seu material).

Até a vitória, sempre!